E-mail Senha  
Página Principal
A Maçonaria
Nossa Loja
Paramaçônicas
Notícias
Galeria de Fotos
Fale Conosco
Untitled Document Notícias


Porque Renato?
Prosa & Verso

Por: Ir. Antonio Iziquiel Martins

Como Mestre veterano devo uma explicação,


ao aprendiz curioso depois da iniciação :


porque o irmão Giovani, da família dos Pulzatto,


tão querido em nossa Loja, é chamado de Renato ?





Dia de “ Boi no Rolete ”, Giovani ainda um novato,


ajudado pelo seu tio “ Nonno ” fez-me um hilário relato :


contou-me de um “ vecchio ” italiano, do Goulart ou do Boato?


Que tinha um filho bondoso, cujo nome era Renato.





Renato gostava do sítio onde sua família morava,


sua terra era muito boa em se plantando tudo dava.


Porem seu velhinho papai, cansado de trabalhar,


ao fim de cada tarefa, repetia sem parar :





Minha morte é este sítio Renato ! Já não tenho mais idade !


Quero sair deste mato ! Vamos morar na cidade !






O filho então penalizado, dizia com amargura :


- nosso sítio é uma benção, aqui tudo é fartura!


No pomar tem muita fruta, na horta muita verdura !


No piquete, a nossa égua, está que é uma “ formosura ” !





O que Deus dá de presente, não podemos jogar fora,


“ Per favore, mio caro babbo ”, não blasfeme a toda hora,


se for o nosso destino, um dia vamos embora !





A cada palavra do filho o velho mais se irritava,


desdenhando tudo aquilo, raivoso, ele gritava :


Minha morte é este sítio Renato ! Vamos embora daqui !


Não mereço este maltrato ! Quero ir pra Birigüi !





E assim se passavam os dias, o velho era só choramingo,


punha defeitos no sitio de segunda até domingo.


Ao invés de descansar, quando chegava um feriado,


aumentava o xingamento e reclamava dobrado.





Até que num dia nublado antes de um temporal,


a égua escapou do piquete e invadiu o milharal.


O velho cego de raiva procurou um pedaço de pau,


achando um cabo de enxada foi atrás do animal.





Existia uma ladeira até a roça de milho,


por ela o velho desceu como um trem fora do trilho.


Desembestado que estava nem reparava no chão,


os pés descalços pisavam em juá, carrapicho e picão.





Com as perninhas cansadas o idoso tropeçou,


foi um tombo tão feio que até a égua assustou.


O filho veio em socorro e o pai reanimou.


Mesmo com a cara arranhada, o velhinho esbravejou :





Minha morte é este sítio Renato ! Outra vez vou te pedir !


Hoje quase me mato ! Quero ir embora daqui !





Depois de um susto tão grande Renato o sítio vendeu,


levou seu pai pra cidade e uma casa lhe deu.


Enfim o velho sorriu e das lamúrias se arrepedeu,


mas o filho bondoso do sítio jamais se esqueceu.





Esta é uma estória verídica que do irmão Giovani escutei,


num dia de “ Boi no Rolete ”, ri tanto que até chorei.


O “ Nonno ” imitou o velhinho, a festa toda sem cansar,


E eu do apelido Renato o Giovani comecei a chamar.





Então irmão Aprendiz essa é a explicação,


que este Mestre veterano lhe devia desde a iniciação :


De onde surgiu a idéia do irmão Giovani Pulzatto,


tão querido em nossa Loja, ser chamado de Renato.









Ir.´. Antonio Iziquiel Martins





 

Voltar

 

Todos Direitos Reservados a A.'.R.'.L.'.S.'. Sete de Dezembro
Or.'. Birigui - SP
http://www.laboratoriosabinbirigui.com.br
mailto:seven.7@terra.com.br
http://www.excelent.com.br
http://www.imperius.com.br
http://www.duckmeias.com.br
http://www.bbshop.com.br
mailto:streetcal@gmail.com
http://www.tecaut.com.br
mailto:kamarembalagens@superig.com.br